29 de maio de 2012

22 de maio de 2012

Pina Bausch


“Eu não investigo como as pessoas se movem, mas o que as move”
Pina Bausch  


20 de maio de 2012

Amanhecer de Outono


Acordar cedo tem suas compensações, sempre acreditei nisso, apesar de ser afetada pela preguiça de vez em quando. Se minha avó argentina ouvisse isso, o sentimento preguiça de acordar cedo, se reviraria na tumba. Ela sempre nos educou a trabalhar, acordar cedo e nunca, em tempo algum, deixar a preguiça se encostar na gente. Ela é que estava certa! Se eu não tivesse levantado cedo hoje, não teria o privilégio de ver estas lindas cores no céu do Humaitá.

Neve: white, blue and red...


19 de maio de 2012

Nós somos o Facebook


E agora somos números na Bolsa de Valores.
Alguém tem dúvida disso?
Leiam o Caderno de Economia do OGlobo de hoje.

17 de maio de 2012

Esther Weitzman Companhia de Dança

Sensibilidade para o cotidiano ordinário. 
Uma das funções da arte.
Até 3 de junho no Espaço SESC Mezanino - Copacabana - Rio de Janeiro


15 de maio de 2012

No meio do caminho...


encontrei o amor, caído de uma amendoeira, enquanto andava com
a Neve fofa na rua Maria Eugênia, num dia de feira.

13 de maio de 2012

Histórias de muitos anos...


Tenho um gosto, fotografar árvores. Me encanta captar suas nervuras, fissuras, cores, texturas, tombamentos, histórias. Esta me diz que, mesmo caída, embeleza o mundo. E eu fotografo. Através da lente, ela sobrevive e continuar a contar histórias de amor, de conquistas, de abandonos, de tristezas e superações. O quanto ela viu enquanto viveu. O quanto ela vê na sobrevida. Muitas vezes operamos milagres por meio da fotografia. Alguns escolhem música, desenho. Eu escolho o click.