19 de junho de 2011

Mundança, oficialmente (1)

Escolhi o dia do sol, Sun-day, Son-tag, o Dia do Leão, para começar oficialmente o meu movimento de mudança. Confesso que detesto mudar, para mim é um sacrifício...não pela mudança de um lugar para outro lugar, mas pelo processo de busca de uma casa nova e pelos "carregamentos móveis". Mas como não tem remédio, alguém tem que fazer, e no caso é comigo mesmo! Primeiro, comecei a limpar os papéis: as revistas vou doar, os outros papéis irão para a reciclagem. Em seguida, os livros. Depois começa mais uma sessão desapego com os objetos da casa. E depois as roupas, as peças de toilette que invariavelmente entulham o armário do banheiro. Objetos da cozinha, mais uma tortura, só de escrever já perdi a paciência e joguei tudo nas caixas...xô impaciência! Como quero um lar minimalista, estou já com o mantra na minha cabeça: "Less is More, Less is More". Dessa vez eu consigo manter a minha sala espartana, prometo. Antecipadamente, desejo expressar minha eterna gratidão a Rita Braune e a meus pais, sem o apoio deles, 50% deste processo seria pesado demais para mim. A solidariedade e a amizade não têm preço. A foto ao lado, é da fachada da minha próxima residência. Meu apartamento é o último, acima do toldo azul. Não reparei nessa bandeira do fluzão, mas não tem problema, minha estrela solitária é impávida!

5 comentários:

Gemini Marketing Digital disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vilma Goulart disse...

Nélida,

Te desejo tudo de bom nesta tua nova casa! O Humaitá parece um bairro agradável e...o que é melhor...perto da Lagoa, onde vais poder passear com a Neve. rss

Embora não estando mais aqui em Laranjeiras, ainda serás uma Luluzinha, né? rsss

Bjão,

Vilma

Nelida Capela disse...

Eu espero não ser deletada das Luluzinha :o) Vou continuar frequentando Laranjeiras e Cosme Velho! Espero vcs lá no Humaitá...para peixe :o)

Rita Braune disse...

Que você seja muito feliz no novo cafôfinho!!!
Bjsssssssss

Euzinha! disse...

mudanças, sempre são chatas, mas no fundo sempre há um movimento interessante a se perceber. basta a simples limpeza, tirar os objetos do lugar, sacudir, guardar e planejar para onde vão. pense na onda, no movimento que isso tudo causa à sua vida? segundos de introspecção em cada uma das lembranças vividas e no final alguma nova certeza, nem que seja a de que há um novo lar e um outro ciclo começando.
Sucesso na nova morada!