17 de abril de 2011

Crônica de domingo: Praia de Ipanema, Folha de São Paulo e Resgate ao Mar


Passei o final de semana em Ipanema, no RB Residence, com a Neve. Fizemos vários passeios, o que tirou Neve do tédio, pois novas paisagens sempre distraem - seja gente, seja cão. No domingo, resolvi ir à praia.Fui com a Neve mais cedo e depois fui sozinha. Parei na banca de jornal para comprar algo para ler: entre O Globo e Folha de São Paulo, fiquei com a Folha - sorte minha! Ler os jornais de SP é estar em dia com o que acontece no país, vamos às manchetes e matéria - os títulos são sempre encantadores: O Silêncio do Cordeiro; Ministro da Providência é sócio de empresa que processa a própria pasta; Entrevista com João Pedro Stedile (não deixem de ler!); Palocci  recruta jovens para posição-chave da Casa Civil (importante!); Painel de FHC para Lula; Ser Humano é o terceiro chimpanzé; Feira de defesa tem colete à prova de bala para cachorro (para quem não sabe, aconteceu no RJ, na semana que passou, a LAAD). No meio dessa leitura toda, um salva-vidas fixa na areia a placa de Cuidado Correnteza. Em pouco menos de 1 minuto ele pede para uma moça segurar os óculos escuros e cai no mar. Uma série de vagalhões prende uma moça na correnteza e a arrasta. Todos na areia levantam para ver. Os vagalhões não cessam...O salva-vidas é levado junto com a moça, ele gira a camisa vermelha - código para o helicóptero. Em 5 minutos são resgatados: o mar hoje não estava para peixe. O Brasil não está para peixe, mas tenho certeza de uma coisa, apesar de toda a correnteza de falta de ética, falta de moral e corrupção, podemos sair dessa maré e fazer do dia algo melhor e diferente, basta lutar. Basta acreditar e lutar pelo futuro do país.

Nenhum comentário: