29 de novembro de 2010

Underwater Sculpture

O objetivo é recuperar a barreira de coral na faixa submarina de Cancún.
Bárbaro!


Enviado para o Olhar Nômade por Melanie e Inge Schroot.


28 de novembro de 2010

27 de novembro de 2010

25 de novembro de 2010

23 de novembro de 2010

Mike Nelson em Sea Hunt

Do fundo do baú, quer dizer, do mar.

Vai dizer que isso é normal?


Pássaros cercam e perseguem o avião militar E-6B nos Estados Unidos. Foto de Kaia Larsen, tirada em 29 de outubro e só agora divulgada.Não se sabe o que motivou o comportamento das aves.

22 de novembro de 2010

Harry Potter e os arrastões no Rio de Janeiro

Acabo de sair do Vivo Gávea, aonde assisti Harry Potter e as Relíquias da Morte. A sala 5 do complexo, lamentavelmente, possui poltronas desconfortáveis - será tão difícil comprar poltronas boas? Meia hora antes do final do filme, a projeção perde o foco :o/ que coisa! Mas foi uma excelente distração. Saindo da Gávea e indo em direção à Lagoa, tudo vazio. Chego em casa e vejo na tela do O Globo OnLine que houve arrastão na Lagoa, em Laranjeiras e na Dutra. Alguém tem uma varinha mágica para mandar esses bandidos para o espaço? Ou algum feitiço para abrir os olhos das autoridades? Lembro que antigamente, nesta época de Natal, a gente não podia sair carregando compras por causa dos assaltos que aconteciam com maior frequência. O tempo passa, campanha vai, campanha vem, inventam truques de ilusionismo para a gente acreditar que a cidade está melhor. Mas eu ainda me sinto como os personagens do filme que acabo de assisistir: fugindo das forças do mal. Acho que aqui no Rio nem Harry Potter ajuda...

19 de novembro de 2010

Há quem não goste de Natal...além de mim?


Não costumava ser assim, mas acho que com os tempos, o alto consumismo, a idade, passei a não gostar do Natal. A lembrança mais terna que ficou foi montar o trenó do Papai Noel com suas renas. As renas passavam o ano todo guardadas em algum armário. E em dezembro apareciam, lindas, iluminadas, felizes. Se eu pudesse, pegava um avião e passava dezembro, janeiro e fevereiro viajando por países ermos. Natal, Ano Novo e Carnaval ninguém merece, pelo menos eu não mereço. Quem sabe, nesta vida, eu ainda possa me dar de presente uma temporada criativa, 3 meses de viagem, trazendo na bagagem muitas novidades e negócios? Nada que não possa começar agora...

18 de novembro de 2010

Vamos fechar 2010 ?


O Ano do Tigre vai até a madrugada de 13 para 14 de fevereiro de 2011. Caio na tentação de já guardar o tigre na jaula e tirar o coelho da cartola. 2011 será o Ano do Coelho.Conjecturas à parte, o que mais me toca agora é o sentimento de agradecimento, gratidão por tudo que me aconteceu neste ano. Ano em que completei 40 anos. Ano em que tive mais coragem para trabalhar. Ano em que tive diferentes e ricas oportunidades profissionais. Ano que participei de mais cursos. Ano que estudei muito. Ano em que vi e vivi muitas experiências. Ano de muitos amigos. Agradeço à vida por chegar até aqui viva, pois nesse mundo de hoje, viver é, mais do que nunca, uma arte. Eu gostaria de agradecer cada pessoa que fez cada dia da minha vida um novo dia! Infelizmente, não cabe neste espaço, portanto sintam-se todos, e todas, tocados(as) pelo meu agradecimento. 2011 será mais uma aventura, que já está iniciada. Mas essa é uma outra história.



9 de novembro de 2010

Enquanto não durmo...


os minutos e as horas passam por debaixo da minha janela. Oceanos de letras se acumulam em minha frente: jornais, revistas, livros, fragmentos de textos, hipertextos, palavras. Ainda enquanto não durmo, uma bicicleta pede para passear, girafas e elefantes disputam a porta. Sons ordinários preenchem a madrugada, tic tac tic tac na cozinha que não funciona. Entre uma tela e outra, Twitter, Facebook, Blogger, Joomla, Wordpress, tweets, posts, links, cutucadas, convites, compartilhamentos, opiniões, encurtamento do eu. O mundo roda nas páginas estacionadas em minha poltrona amarela - se fosse bolsa, caberia tudo: a nova classe média, lixo que vai para lugar impróprio, ciclovias e estações de trem, sinal inicial de Alzheimer, lanternas vermelhas, sudoku, "só trabalho com que amo(...) acho que é necessário amor" - Bete Coelho. Somos todos passageiros? No Metrópole, pane parou o metro - que perdeu o acento na velocidade. Estado de São Paulo, Folha de São Paulo, O Globo...JB só online: Pentágono está em busca de neuroarma; falar com  Dalai-Lama é ruim para os negócios. Durmo. Acordo. Tudo de novo. Acho que estou virando máquina.

7 de novembro de 2010

Air Doll

Passou na programação do Festival de Cinema de São Paulo.

Participação no InNET


Na 1ª edição, falei sobre o Twitter.
Desta vez, falarei sobre Facebook. 
Veja programação aqui.
Faça a sua inscrição.
Visite a página do InNET no Facebook.



6 de novembro de 2010

Buzz Lightyear



Às vezes tenho inveja dele...

Leituras do weekend


Leitura para workshop em 27 de novembro, leitura para conhecer as nova classe média brasileira, (sabia que são 3?),  leitura para otimizar o trabalho, leitura para aprender novas ferramentas...leituras! Vamos debater ?

5 de novembro de 2010

Meditation Hour (5)




Devemos aprender a confiar em nós mesmos quando praticamos a doutrina do Buda. Com o tempo, iremos confiar na inevitabilidade da causa e efeito kármicos e na interdependência de todas as ações.
Devemos conseguir conhecer e confiar na importância da acumulação de mérito e sabedoria, do mesmo modo que sabemos e confiamos que até a menor das goteiras eventualmente enche o balde.
Devemos aprender a confiar que nossa própria prática do dharma irá eliminar inteiramente nossa selva de venenos, do mesmo modo que um grande incêndio consome uma floresta inteira. Todas as nossas negatividades podem ser varridas pelo incêndio de nossa sabedoria compassiva.
Devemos confiar que toda nossa felicidade e tristeza são completamente dependentes — sendo um resultado — de nosso karma. Quando confiamos nesse processo, podemos começar a acumulação de ações virtuosas imediatamente.
Ninguém alcança perfeição em nada significativo na primeira tentativa; contudo, temos ouvido frequentemente a frase “a prática faz a perfeição”. É verdade que, com múltiplas repetições e paciência, todos podem chegar à perfeição com o tempo.
Não conheço ninguém que sentou pra meditar e, na primeira vez, já chegou à iluminação, mas assim como a goteira que, sabemos, uma hora vai encher o balde, a prática consistente do dharma eventualmente nos conduzirá à liberação.
Conheça o blog Samsara, fonte do Meditation Hour do Olhar Nômade.

4 de novembro de 2010

DeLaVega

depois de uma luta cerebral, kendo com a banda belga para relaxar...

3 de novembro de 2010

Ganesha


Aum Shri Ganeshaya Namah

Mestre do intelecto e da sabedoria.
O Destruidor de Obstáculos!

1 de novembro de 2010