31 de outubro de 2009

28 de outubro de 2009

CoolHunter Architecture

Devido à impossibilidade de descrever tantos detalhes interessantes, convido todos os leitores a visitarem as páginas de arquitetura do site CoolHunter. Impossível traduzir em palavras toda a criatividade humana refletida nestas imagens.

27 de outubro de 2009

Leitura Nômade

Há alguns anos atrás iniciei minha leitura de Sobre o Nomadismo, de Michel Maffesoli. Interrompia-a por conta de outros estudos, talvez tenha sido na época do meu mestrado. Mas, nunca foi tão importante reler e terminar a leitura deste livro. Replico, abaixo, texto da editora que esclarece um pouco das idéias de Maffesoli Sobre o Nomadismo.
"A preocupação com uma vida marcada pelo qualitativo, o desejo de quebrar o enclausuramento e o compromisso de residência próprios da modernidade são como momentos de uma nova busca do Graal, representando outra vez a dinâmica do exílio e da reintegração." Michel Maffesol, sociólogo francês, é um autor dionisíaco na vida real. Imprime ao texto de sua pesquisa e reflexão um estilo e elegância inconfundíveis. SOBRE O NOMADISMO não é diferente. Neste ensaio, o sociólogo francês oferece uma chave para o entendimento da formação de agrupamentos musicais, festivos, lúdicos ou dos mais diversos grupos sociais que se formam na cena contemporânea, citando uma de suas teorias mais conhecidas e discutidas - na opinião do sociólogo, a característica principal do fim de século foi a formação de tribos. A análise de Maffesoli procura escapar do individualismo como eixo da vida social na direção de formas concretas da existência. As teorias de Maffesoli procuram dar conta de uma época onde os valores flutuam e onde os papéis tradicionais se esfacelaram. SOBRE O NOMADISMO mostra que a fragmentação das sociedades corresponde a uma retomada da autonomia do indivíduo, que procura seu grupo, seu espaço no grupo, algo que corresponda a seus anseios, que tenha a sua cara e a sua atitude. Em SOBRE O NOMADISMO "Maffesoli propõe uma deriva sensível de análise sobre as formas do nomadismo como errância ''psicogeográfica'' que une o moderno ao antigo", revela o professor e também sociólogo Muniz Sodré. Ao acrescentar à multiplicidade arcaica dos deuses a pluralidade dos mundos por onde circula o nômade contemporâneo, leva à "explosão do indivíduo fechado sobre si mesmo e em oposição estrutural ao mundo como ele é", citando o próprio Maffesoli. Maffesoli prega uma sociologia afirmativa da vida. Em seus estudos "a tomada de consciência é uma entrada na coexistência - uma sociologia deveras aberta para o imaginário", revela Sodré. Ao interrogar-se sobre os fenômenos sociais do fim de século Maffesoli chegou ao nomadismo, um símbolo de nossa época - aquele que adota a vida nômade para si, que leva a vida errante, por escolha e consciência, e é feliz. Michel Maffesoli, professor na Universidade Sorbonne Paris V, é um dos fundadores do Centre d''Études sur l''Actuel et le Quotidien e vice-presidente do Instituto Internacional de Sociologia (I.I.S.). Publicou no Brasil, entre outras obras, A sombra de Dionísio, A conquista do presente, Elogio da razão sensível, O tempo das tribos, No fundo das aparências e A transfirguração do político.
Sobre o Nomadismo, de Michel Maffesoli, publicado pela editora Record.

26 de outubro de 2009

A Biblioteca mais Linda do Mundo

Essa é a Biblioteca da Ilha do Araújo, montada pela comunidade do Seu Almir. Não é uma beleza saber que pelo Brasil afora as pessoas estão se mobilizando para não deixar o hábito de ler morrer? A Ilha do Araújo fica em Paraty, Litoral do Rio de Janeiro. As fotos foram enviadas para a Kiki, da Livraria Timbre, pela Profa. Margarida de Souza Neves, a Guida. Nas palavras de Guida, essa é a Biblioteca mais Linda do Mundo. E é mesmo! Reparem na estante de livros - é um barquinho na vertical, num mar de livros e histórias. A próxima missão do Olhar Nômade será saber como a biblioteca foi montada, se precisa de doações, etc. O que vocês acham?

Kenji Hirata (1)

Cores e mais cores de Kenji Hirata, japonês que vive em Nova Iorque. Arte híbrida composta de ícones, símbolos, nuvens, pop art, natureza e o que mais você puder enxergar.

23 de outubro de 2009

Máquina Polaroid : Ela está de Volta !

Quem não tem na memória o uso da máquina fotográfica instantânea Polaroid? Eu adorava usá-la. Minha mãe tinha uma dessas, nem sei aonde foi parar, uma pena! Ponha o dedo aqui e leia sobre a volta dessa belezinha.

Olhar Nômade apresenta o blog Crescendo Novas Idéias

Olhar Nômade dá boas vindas à Patricia Baldarelli. Patricia lança seu primeiro blog solo e participa como colaboradora do TMS5 - Tecnologia e Mobilização Social. Não vou falar sobre o blog, vou, sim, convidar os leitores do Olhar Nômade a visitar o Crescendo Novas Idéias para deixar crescer junto as idéias. Aposto que vocês irão adorar!

21 de outubro de 2009

Roller Coaster (2)

Everything But The Girl/ Ben Watt / I still haven't got over it even now./ I want to spend huge amounts of time on my own./ I don't want to cause any serious damage./ I want to make sure that I can manage,/ because I'm not really in your head,/ I'm not really in your head./ And I see love and disaffection/ and the clouds build up and won't pass over./ This is my road to my redemption./ And my life is just an image of a rollercoaster anyway./ I still haven't got over it even now./ I want to spend huge amounds of time in my room./ And I'm not coming out until I feel ready,/ not running out for a while my heart's unsteady,/ and I'm not really in your head./ I'm not really in your head./ When you sky falls to minus zero,/ well some things must dissappear./ Oh this is my road to my redemption./ And my life is just an image of a rollercoaster anyway./ The names may have been changed but the faces are/ the same/ The names may have been changed but as people we're/ not the same./ And I'm not, no I'm not, no I'm not really in your head./ And my life is just an image of a rollercoaster anyway./ Yeah, my life is just an image of a rollercoaster anyway./

Sandálias de Karim Rashid

Criações do designer egípcio Karim Rashid.

20 de outubro de 2009

Roller Coaster (1)

Sempre adorei Montanhas Russas. Uma mania que tinha era não disperdiçar a chance de estar num parque e subir em todas elas, acompanhada ou não. Essa proximidade do perigo, desde sempre, significava libertação. Não me perguntem de que...Mas talvez fosse a libertação da alma selvagem, do interior nômade e errante, desgarrado da realidade e completamente entregue ao caminho da imaginação. Talvez a inconstância da alma selvagem. Hoje, sinto falta das montanhas russas em parques de diversão, pois montanhas russas temos todos, diariamente, em nossos pobres cotidianos, territórios longínquos onde a imaginação paga um grande preço para atravessar a fronteira.

Distrito 9

Dia 30 de Outubro de 2009 : Estréia para Humanos

Twitter - Entrevista de Biz Stone

140 caracteres revolucionam o mundo. Páginas Amarelas da Veja entrevista Biz Stone.
O Twitter é a quarta entre as redes sociais mais acessadas no Brasil, com 10 milhões de visitantes por mês. O sucesso no Brasil o surpreendeu?
Há apenas dois anos nem sequer tínhamos certeza de que alguém gostaria da nossa ideia. Mas não posso dizer que o sucesso no Brasil tenha sido uma surpresa total, porque já sabia da popularidade das redes sociais no país. Parece que a vontade de se conectar com outras pessoas é algo intrínseco à cultura do brasileiro.
Clique aqui e leia a entrevista na íntegra.

18 de outubro de 2009

Do Blog Samsara

Como o sol e a lua

Busque as instruções do professor como um falcão procura uma presa;escute os ensinamentos como um veado ouve música;medite sobre eles como uma pessoa muda aprecia um sabor;contemple-os como um nômade do norte tosa um carneiro;no momento da fruição, seja como o sol e a lua em um céu sem nuvens.

Padampa Sangye (Índia, Tibete - séc. XII)

citado por Patrul Rinpoche (Tibete, 1808-1887)

"As Palavras do Meu Professor Perfeito"

2ª parte cap. 2 III 2.6.3

Hoje é dia de Rubens !

Vamos torcer por Rubens !
Vamos torcer pelo Brasil !

17 de outubro de 2009

Detalhe no Via Sete

Nesta semana, tive o prazer de ir até o Via Sete, na Garcia D'Ávila, em Ipanema, para com Rita Braune ver e conversar sobre o mundo. Nossos Olhares Nômades inquietos aproveitam todas as chances e oportunidades para criar. Na dança do olhar, captei o detalhe do jogo americano do Via Sete: meninas colhem frutos de árvores. Eu adoro árvores e adoro o Via Sete pois o restaurante, além de apoiar o WWF Brasil, apoiá outros projetos sustentáveis. Confira no site! Up é ser sustentável!

Pallets Again

Eu não sei como era "before", mas adorei o "after" com o pallets.

15 de outubro de 2009

Mahabharata (1)

O verdadeiro heroísmo está em conquistar a sua própria natureza.
Mahabharata

Swadhisthan Chakra

O processo da criatividade, sob qualquer aspecto, é manifestado a partir das qualidades do Swadhisthan Chakra. Este processo é realizado em um estado de equilíbrio do fluxo da energia no canal central ou Sushumna, a partir do equilíbrio deste próprio chakra. Pode-se dizer que os processos de criação, ou nosso instante de inspiração seja um momento de auto-realização.
Leia o estudo na íntegra no blog Navrattna

13 de outubro de 2009

Touro !

Recebi esta novidade pela newsletter do blog Bem Legaus, de Andre MonteJorge. Um abridor no formato de touro: garrafas pelo chifre e rolhas pelo rabo. Muito bom! Ainda não sabemos aonde comprá-lo, mas vale o desejo. Pelo menos nesta tourada quem vence é o touro, olé ! Gente, abaixo a tauromaquia - uma das tradições culturais mais cruéis. Viva o touro!

Rio Bonito Breakfast (3)

Alfresco!

Kibe

Kibe é um cão distinto, um cão de mato. Por mais que eu deseje trazê-lo para a cidade, sei que a sua felicidade está na liberdade em viver na natureza selvagem de Rio Bonito de Lumiar. Eu não teria o direito de privá-lo disso. Então, trago as fotos do meu querido amigo de caminhadas e de despertar.

12 de outubro de 2009

Badminton (1)

Neste feriado, aproveitamos para conhecer e jogar um pouquinho de badminton, modalidade olímpica, no gramado de Rio Bonito de Lumiar. Equipamentos e breve aula do Professor Eduardo Braune, do Colégio Salesianos de Niterói, estado do Rio de Janeiro.

10 de outubro de 2009

Ninguém é de ferro...

por isso, é necessário fazer as malas e fugir deste lugar, baby! Desejo um feriado maravilhoso, com passeios, filmes, leituras! Olhar Nômade trará na bagagem mais novidades de uma nova viagem. Até a volta!

9 de outubro de 2009

VI Feira Nacional de Agricultura Familiar e Reforma Agrária

Não pude sair da cidade para o feriado sem antes visitar a VI Feira Nacional de Agricultura Familiar e Reforma Agrária. Conheci esta iniciativa do Governo Federal, Ministério do Desenvolvimento Agrário e outros parceiros, em 2007. Desde então passei a ser fã. No ano passado, o evento foi realizado aqui na cidade do Rio de Janeiro. Fiz post e explicitei minha frustração com a edição carioca. Mas, admito, neste ano a organização se superou e o evento está MARAVILHOSO! Para quem fica na cidade, recomendo. Consegui encontrar a farinha do Acre, a cachaça da cidade de Harmonia (RS), cerâmica do Maranhão, brinco de Tocantins, palmito pupunha da Região Centro-Oeste, boneco artesanal do Mato Grosso do Sul, ervas do Paraná, salame do Rio Grande do Sul. Não comprei, mas experimentei um saboroso queijo parmesão de Minas Gerais. Atenção, não deixem de visitar o Talentos Brasil, case de sucesso do Sebrae. A Lã Pura trouxe mais peças e está divina com seus colares de crina de cavalo e roupas com apliques de lã de ovelha crioula. Eu sou fã da Lã Pura. Uma idéia ótima da organização foi trazer atrações culturais dos estados. Por exemplo, quase fui abduzida pelo Maracatu e pelo Bumba-Meu-Boi do Maranhão. Eu adoro bois e vacas! O som do Maracatu é simplesmente hipnotizante. Esse evento é o momento em que o Brasil encontra o melhor do Brasil. É como se o governo prestasse contas à sociedade da aplicação do dinheiro em projetos, pois constatamos que o nosso país é rico e nossa gente muito criativa. Produzimos muito e, no Sudeste, não temos noção do que acontece nas outras regiões. Não deixem de visitar o Brasil, ali na Marina da Glória. O evento vai até o dia 12 de Outubro.

Distrito 9 na Rua Humaitá

Campanha do filme District 9 na Rua Humaitá. Você sabe do que se trata? Não? Leia aqui: A humanidade esperava por um ataque hostil ou por gigantes avanços tecnológicos, nada disso veio. Os alienígenas chegam à Terra como refugiados e se instalam em uma área da África do Sul, o Distrito 9, enquanto os humanos decidem o que fazer com eles. A Multi-National United (MNU) é uma empresa contratada para controlar os alienígenas e mantê-los em campos de concentração e deseja receber imensos lucros para fabricar armas que tenham como "matéria-prima" as defesas naturais dos extraterrestres. Mas a MNU falha na tentativa de fabricação das armas e descobre que para que elas sejam ativadas, o DNA dos aliens é necessário. O tensão entre humanos e aliens aumenta quando Wikus van der Merwe espalha um misterioso vírus que modifica o DNA das criaturas impedindo a poderosa MNU de colocar em prática seus planos de exploração sobre as criaturas de outro planeta. Então o homem que se torna o mais procurado do mundo, tem que fugir, e sem casa e sem amigos, só tem um lugar onde se esconder: Distrito 9. Font: Cinema em Cena

6 de outubro de 2009

Falando em Ervas...

Os livros de Rosy L. Bornhausen sobre ervas são os melhores que conheço. A edição é muito bonita e charmosa - amo as capas! Recomendo a leitura. Visite o site da Editora Bei e veja mais detalhes.

Jardim (4)

Belo espaço para as ervas.