11 de dezembro de 2009

Chuvas no Rio de Janeiro

Nós, cariocas, estamos há quase uma semana convivendo com chuvas torrenciais. Eu, como muitos sabem, detesto chuvas. Na verdade, tudo que é demais me enjoa. Questão de equilíbrio. Mas ontem, vi uma cidade em caos. Saí da Livraria Timbre por volta das 22:30 e na rua reinava quase um pânico. Na entrada da Marquês de São Vicente, Gávea, havia muita água. Os carros quase não passavam. Muita gente na rua querendo sair dali...em táxis...que não vinham. Quando consegui um táxi, vi o trânsito na Rua Jardim Botânico, na Mário Ribeiro, na Bartolomeu Mitre, na Avenida Niemeyer, na Lagoa Rodrigo de Freitas e na Visconde de Albuquerque um choque: o canal transbordou. Fiquei pensando, o mundo não vai acabar, nós estamos acabando com ele. A COP 15 rolando e nós, cidadãos, aqui sofrendo as consequências do poder. Hoje, o tempo está melhor. Tomara que faça um sol. Para ilustrar a alegria pós-chuva, publico esta imagem que encontrei na internet: guarda-chuvas coloridos, com mensagens de mobilização e o sol refletido neles.

Um comentário:

Rita Braune disse...

Muito apropriado esse post Nelida.
O mundo não está acabando.. nós é que estamos acabando com ele.
Sofri com a chuvarada de ontem .