15 de novembro de 2009

Do blog Samsara direto para o meu interior - talvez também o seu interior

Instruções finais de Guru Rinpoche

Não esqueçam que a vida pisca e então vocês morrem. O que se junta deve se separar, então não briguem nem provoquem disputas. O que é acumulado deve ser abandonado, então não anseiem descontroladamente por riqueza. Agarrar-se é se aprisionar, então não cultivem o apego desenfreado. O que nasce deve morrer, então pensem em sua próxima vida. […] A vida é apenas um empréstimo, ninguém sabe quando não a teremos mais. Aparências são ilusórias, compreendam sua impermanência. Comida e riqueza são como gotas de orvalho, é incerto quando vão desaparecer. […] Inimizade é ilusão, compreendam que isso é um erro.
Guru Rinpoche (Índia/Tibete, séc. VIII)
"The Lotus Born", cap. 36
Post originalmente publicado no Blog Samsara - Visitem !

Um comentário:

Rita Braune disse...

Lindo.

mais um texto pra iniciarmos a semana com sentimentos elevados:

A mais alta habilidade é a realização do estado sem ego.
A mais elevada nobreza está em subjugar sua própria mente.
A mais elevada excelência está em ter uma mente que procure ajudar os outros.
O mais elevado preceito é a contínua vigilância e plena atenção serena.
O mais elevado remédio está em compreender a ausência de realidade de todas as coisas.
A mais elevada atividade está em não se conformar com preocupações mundanas.
A mais elevada realização é a diminuição e transmutação das paixões.

A mais elevada generosidade se encontra no desapego.
A mais elevada disciplina é uma mente pacífica.
A mais elevada paciência é a humildade.
A mais elevada persistência é abandonar o apego a todo fazer.
A mais elevada meditação é uma mente sem pretensões ou inclinações.
A mais elevada sabedoria é não se agarrar a algo assim que aparecer.