31 de outubro de 2008

A Beleza da Tradição - O Bogu

O Bogu é a armadura usada para o kendo. Ele é composto de quatro partes: o Men, o Kotê, o Dô e o Tarê. Men é a armadura que protege a cabeça, como um capacete. Kotê protege as mãos e os punhos. Dô é a armadura que protege o troco, em geral é feita de bambu com couro. Tarê vai da cintura até as coxas. A arte das espadas começou no século XV. A prática do kendo não se limita ao manejo da Shinai (espada de bambu), Bokuto (espada de madeira) ou katana (espada longa japonesa), mas abrange também a prática e cultivo do Reigi (etiqueta) e do espírito. O ken (espada, técnica) é estudado de duas formas: o kendo com shinai (espada de bambu) e o Kendo kata, onde é usado o bokuto (espada de madeira maciça) ou o Katana (espada real, com lâmina). A prática e o ensino do Kendo não pode assumir caráter profissional ou comercial. Isso é: não é permitida a cobrança para o ensino do Kendo, salvo a quantia necessária a manutenção do Dojo (academia).
Cheguei a fazer uma aula no Instituto Nikkei do Rio de Janeiro (que fica no Cosme Velho, ao ladinho aqui de casa) e pude perceber a apreciação do Reigi e do espírito. Durante os exercícios, experimentei, a cada passo e movimento, a importância da expressão corporal, da respiração e a elegância de cada gesto. Quanto à humildade, meu professor do dia era um importante diretor de uma multinacional de automóveis. Ele, delicadamente, me ensinava (a única mulher da aula de sábado) a andar, a segurar o bastão, a respirar, a olhar, a sentar.
O Objetivo do Kendo é disciplinar o caráter humano pela aplicação dos princípios da katana. O propósito de se praticar kendo é: moldar a mente e o corpo, para cultivar um espírito vigoroso, e pelo treinamento rígido e correto, lutar para desenvolver-se na arte do Kendo, obter respeito à cortesia e à honra, para relacionar-se com os outros com sinceridade, e para sempre ter como objetivo o auto-aperfeiçoamento. Dessa maneira será possível uma pessoa amar seu país e sociedade, contribuir para o desenvolvimento da cultura e promover a paz e prosperidade entre todos os povos.
Elegância, estética, determinação, respeito pelo ser humano.
Minha próxima experiência: o Taiko (tambores japoneses).

Nenhum comentário: